Não conseguimos… Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano.

Não conseguimos… Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano.

Tal como nas corridas temos que saber abandonar no tempo e local certo. Não vale a pena, muitas vezes, insistir quando sabemos que apenas vamos adiar o inevitável.

A etapa da Costa Vicentina terá de ficar para outra data. Nós não conseguimos um compromisso entre o que queríamos de um percurso e as autorizações do Parque. Viajámos, reunimos com a entidade em causa, fomos muito bem recebidos, mas não conseguimos chegar nem perto daquilo que era a nossa legitima ambição: oferecer um percurso que fizesse jus ao nome Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano. O mar ficou vedado à corrida, mesmo com o limite máximo de 50 pessoas e partidas desfasadas.

Pedimos ajuda para redesenhar o percurso e desse modo encontrar um bom compromisso entre os nossos interesses e os do Parque. Não conseguimos porque tudo nos leva para o interior.

Decidimos por isso abandonar a ideia de realizar esta etapa nesta região. Entendendo ou não, são as regras, e elas é que ditam. Entendemos o outro lado que também tudo fez para que fossemos felizes, mas não podem criar excepções.

Como o tempo urge, refazer novo trajecto, seria complicado fazê-lo em tempo que nos permitisse experimentar e oferecer a todos vocês. Em breve teremos o Oh Meu Deus, depois a PT281+ Ultramarathon e necessitamos de tempo.

Assim sendo, optamos por trazer a prova até à nossa região. Aqui estamos em casa, temos um conhecimento perfeito da região e temos poucas limitações. Estamos em casa.

2ª ETAPA – Proença-a-Nova – 25, 26, 27 e 28 de Abril

Proença-a-Nova será a base de toda a prova. Vamos fazer a festa no centro de Portugal.

Teremos uma etapa noturna, de distância curta, no dia 25 de Abril, as restantes serão de 40, 37 e 32km. Uma viagem que vale a pena, por um concelho que é dos mais bem estruturados do país.

Hoje mesmo colocaremos informações sobre as etapas e abriremos as inscrições.

2019-03-26T10:30:10+00:00

Deixe Um Comentário